O Fundo de Investimento Imobiliário Capitânia Reit FoF (CPFF11), administrado por BTG Pactual Serviços Financeiros S/A DTVM, divulgou nesta quinta-feira (22) o seu relatório gerencial do mês de março, no qual descreveu seus resultados e rendimentos mensais, assim como a atualização de seu portfólio.

Sobre o resultado com o capital integralizado nas 2 emissões realizadas pelo CPFF11, dos R$ 351,1 milhões recebidos pelo gestor para investimentos o fundo obteve um incremento de capital de R$ 11,9 milhões, equivalente a uma variação positiva de 3,4% do capital líquido, enquanto o teve variação negativa de 4,10% do IFIX no mesmo período.

Tirando os impostos pagos e provisionados este incremento de capital é equivalente a R$ 15,4 milhões, ou seja, uma variação positiva de 4,4% do capital líquido. Tirando os custos do fundo, esse incremento sobe para R$ 20,1 milhões, e uma variação de 5,7% do capital líquido.

O gestor do CPFF11 disse que “os Estados Unidos podem ter exagerado na dose do estímulo e arriscado atrair uma dinâmica inflacionária”, e que “os investidores mais ágeis começaram a se proteger em meados do ano passado, comprando ações, commodities e imóveis e vendendo títulos do Tesouro”.

Foi destacado ainda pelo Capitânia Reit FoF que “conforme já havíamos destacado no último relatório, a performance do segmento de recebíveis imobiliários vem se destacando nos últimos meses, abrindo um gap expressivo contra os principais fundos de tijolo”.

Portfólio do CPFF11

Durante o mês de março, foram realizadas 7 principais movimentações do CPFF11:

  1. Compra de R$ 14,9 milhões do TRX Real Estate (TRXF11);

  2. Compra de R$ 14,5 milhões do FII BlueCap Logística (BLCP11);

  3. Compra de R$ 5,7 milhões do novo FII Renda Corporativa (TSER11);

  4. Compra de R$ 3,9 milhões do FII Panorama Properties (PNPR11);

  5. Compra de R$ 3,2 milhões do FII SuccessPar Varejo (SPVJ11);

  6. Venda de R$ 12,7 milhões do fundo VBI Prime Properties (PVBI11);

  7. Venda de R$ 10,5 milhões do fundo Guardian Logístico (GALG11).

Com isso, a carteira do Capitânia Reit FoF conta com 62 papéis, contando com uma concentração de 73,6% das quinze maiores posições, que se manteve estável em relação ao mês anterior. O gráfico a seguir mostra as 5 maiores posições da carteira atual do Capitânia Reit FoF.

CPFF11 divulga resultados e portfólio do mês de março

A alocação por segmento do CPFF11 é distribuída da seguinte forma:

  • Renda Urbana - 34,3%;

  • Lajes Corporativas - 27,0%;

  • Logística - 16,3%;

  • Shoppings - 15,7%;

  • CRI - 2,2%;

  • Híbrido - 1,8%;

  • Agronegócio - 1,5%;

  • Hotel - 0,6%;

  • FII - 0,0%;

  • Caixa - 0,0%.

CPFF11 divulga resultados e portfólio do mês de março

Resultados e rendimentos

O Capitânia Reit FoF é um Fundo de Investimento Imobiliário (FII) constituído sob a forma de condomínio fechado, com prazo indeterminado de duração, cujo objetivo é aplicar principalmente, em cotas de FII, mas, em geral, o foco são os ativos imobiliários, que visa proporcionar aos cotistas a valorização e a rentabilidade de suas cotas.

O gestor do CPFF11 disse que tanto o fundo quanto o índice IFIX tiveram uma performance negativa no mês de março, de -1,26% e -1,38%, respectivamente. O destaque negativo veio justamente do segmento de shoppings centers e lajes corporativas, mas que estes estariam “negociando a preços muito atrativos e devem performar bem com o enfraquecimento da pandemia”.

Desde o seu início, em 23 de dezembro de 2019, a cota patrimonial ajustada do Capitânia Reit FoF rendeu positivamente 2,98%, enquanto o IFIX foi de 7,75% negativamente. Já a rentabilidade da cota de mercado, que também foi ajustada apenas por proventos do CPFF11, negociada na bolsa de valores desde 2 de fevereiro de 2020, acumulou um retorno negativo de 10.00% desde o início.

CPFF11 divulga resultados e portfólio do mês de março

O dividendo distribuído pelo CPFF11 referente ao mês de março foi de R$ 0,75 por cota, alcançando um Dividend Yield de 11,01% ao ano considerando a cota de mercado. Já o resultado por cota do fundo é de R$ 0,79. O valor de mercado da cota foi de R$ 81.77, enquanto o valor patrimonial da cota foi de R$ 83.63. O valor de mercado alcançou quase R$ 325 milhões, enquanto o patrimônio líquido é de mais de R$ 332 milhões.