Dividendos do RECR11 têm alta de 6,6%; veja valor e data de fechamento

Dividendos distribuídos pelo RECR11 subiram em relação a janeiro; FII segue sendo negociado com desconto em relação ao VP.

Dividendos do RECR11 têm alta de 6,6%; veja valor e data de fechamento
GARE11, HSML11 e mais: FIIs vendem ativos milionários - Foto: Pixabay

O fundo imobiliário RECR11 anunciou um aumento em sua distribuição de dividendos em fevereiro na comparação com janeiro: vai pagar R$ 0,81 por cota neste mês ante R$ 0,7598 distribuídos no mês passado, uma alta de 6,61%.

O fundo vai fechar a lista de beneficiários dos proventos apenas no fim do pregão de hoje (7). Assim, terão direito ao pagamento no dia 16, a sexta-feira depois do feriado de Carnaval, os cotistas posicionados de acordo com suas compras e vendas até o fim do dia.

O valor anunciado representa um dividend yield mensal de 0,95% em relação ao fechamento da terça-feira (6), a R$ 85,30. No mês passado, o indicador havia ficado em 0,86%, considerando a distribuição de R$ 0,7598 por cota em relação ao fechamento no dia do anúncio, de R$ 87,98.

O RECR11 é um dos maiores fundos de papel do mercado de fundos imobiliários, com cerca de R$ 2,5 bilhões de patrimônio líquido, de acordo com o informe divulgado pela gestão em janeiro, o equivalente a R$ 96,15 por cota – o que significa que o FII vem sendo negociado na B3 com deságio, ou seja, abaixo de seu valor de mercado.

O fundo aloca a maior parte desse patrimônio, cerca de 86%, em CRIs (Certificados de Recebíveis Imobiliários), que são instrumentos de financiamento do mercado imobiliário com correção por CDI ou IPCA. O restante está aplicado em cotas de outros fundos imobiliários e uma pequena parte (3%) na propriedade de um imóvel corporativo.

Dividendos de FIIs: outros anúncios

Veja outros fundos que anunciaram valor dos dividendos de fevereiro pela manhã nesta quarta-feira:

Vale lembrar que os dividendos distribuídos por fundos imobiliários são isentos de Imposto de Renda, o que vem ampliando o tamanho do mercado ao longo dos últimos meses – já são mais de 2,5 milhões de investidores no mercado de FIIs, segundo os órgãos reguladores. O RECR11 conta com uma base aproximada de 180 mil cotistas.

foto: Fernando Cesarotti
Fernando Cesarotti
Editor

Jornalista.

últimas notícias