O Fundo de Investimento Imobiliário General Shopping Ativo e Renda (FIGS11), administrado pela Hedge Investments DTVM Ltda., divulgou nesta segunda-feira (12) o seu relatório gerencial do mês de junho, no qual descreveu seu resultado e rendimento mensal.

O objetivo do FIGS11 é comprar e fazer a exploração, seja de forma direta ou indireta, de empreendimentos imobiliários comerciais do segmento de Shopping Center. Esses empreendimentos podem estar construídos ou ainda em construção ou expansão.

Além disso, para tal, esses empreendimentos devem, nesse caso, estar sendo desenvolvidos e administrados pela General Shopping Brasil S.A.. Com isso, pode-se utilizá-lo para alienação, locação ou arrendamento.

O FIGS11 ressalta que em maio, as “vendas de shopping centers no Brasil apresentaram crescimento de 319% em relação a maio de 2020, já com grande parte dos shoppings no país operando normalmente ou com poucas restrições de horários e limitação de capacidade”.

Portfólio do General Shopping Ativo e Renda

Na região Sudeste, que é onde está os ativos do FIGS11, as vendas dos shoppings centers tiveram um crescimento de 406% na comparação de maio e abril. Já na comparação com maio de 2019, se viu um avanço de 3,8% em termos nominais.

Já em relação aos ativos que se localizam de forma específica no Estado de São Paulo, o funcionando desses ativos permanecem sob as regras da fase de transição do Plano SP. O fundo lembrar que a última atualização do dia 7 de julho de 2021 do Plano, permite o “funcionamento das atividades comerciais até as 22h, com encerramento até as 23h, e com restrição de utilização até 60% da capacidade de ocupação”

Atualmente, no percentual por classe de ativos, o FIGS11 possui 95% dos seus investimentos em imóveis. Do mesmo modo, essa porcentagem é de 5% para a alocação em ativos de renda fixa.

FIGS11 divulga resultado do mês de junho em relatório gerencial

Resultado e rendimento do FIGS11

O início das atividades do FIGS11 foi em julho de 2013 e o fundo possui 2,85 milhões de cotas emitidas. Além disso, se atingiu a marca de 17.545 cotistas ao final do mês de junho. A cota patrimonial ao final do período alcançou R$ 94,22 e a cota de mercado R$ 61,66. O valor de mercado do General Shopping Ativo e Renda foi de R$ 176 milhões.

No mês de junho, o resultado do General Shopping Ativo e Renda foi de R$ 0,25 por cota, assim como o rendimento que se anunciou foi de R$ 0,29 por cota. No término do semestre, a distribuição do fundo apresenta um rendimento mensal médio de R$ 0,20 por cota, que representa 95,17% do resultado que se gerou no período.

A receita total do FIGS11 no mês foi pouco mais de R$ 785 mil, dos quais a maior parte foi de renda imobiliária. A despesa total alcançou R$ 78,7 mil e o resultado de mais de R$ 706 mil. O rendimento distribuído em junho é de R$ 826,5 mil e acumula R$ 6,327 milhões nos últimos 12 meses.