O Fundo de Investimento Imobiliário CSHG Renda Urbana (HGRU11), administrado pela Credit Suisse, divulgou nesta segunda-feira (10) o seu relatório gerencial do mês de abril, no qual descreveu seus resultados e rendimentos mensais.

Atualmente, o estado de SP representa cerca de 70,3% da carteira imobiliária do CSHG Renda Urbana (HGRU11). Desse total de ativos do estado de São Paulo na carteira do HGRU11, 50,7% são consideradas do segmento de atividades essenciais e continuarão funcionando. Essa parte acaba representando 35,7% da carteira total.

O CSHG Renda Urbana diz ainda que com a queda no crescimento de internações, a prefeitura do Rio de Janeiro flexibilizou ainda mais as medidas restritivas que estavam em vigor no dia 07 de maio. Praias, parques e cachoeiras estarão liberados nos fins de semana. Bares, restaurantes e quiosques não têm mais hora para fechar. 

O fundo ainda lembra que as aulas do ensino fundamental foram totalmente retomadas neste local a partir do dia 11 de maio. O estado do Rio de Janeiro representa cerca de 8,5% da carteira imobiliária do HGRU11, e têm sido consideradas atividades não essenciais.

Em relação ao estado da Bahia, este representa 5,7% da carteira imobiliária do CSHG Renda Urbana, sendo este o percentual considerado também como atividades não essenciais. 

Portfólio do HGRU11

O patrimônio líquido do HGRU11 é de cerca de R$2,171 bilhões. Esse valor vem do valor total da carteira do fundo, descontando o valor das aquisições, que foi de R$ 12 milhões. Com isso o patrimônio líquido do CSHG Renda Urbana distribuído em:

  • Imóveis - 1,611 bilhão;
  • SPVJ11 - 238 milhões;
  • FIIs - 99 milhões;
  • CRIs - 170 milhões;
  • LCIs - 25 milhões;
  • Renda Fixa - 39 milhões;
  • Outros - 1 milhão.

 

A vacância física e financeira do fundo terminou o mês zerada e a Área Bruta Locável total (ABL) do CSHG Renda Urbana chegou a 355 mil m2. Além disso, o número de cotistas do fundo ao final de abril foi de 124.528.

O valor de mercado da cota do HGRU11 terminou o mês de abril em R$122,35. Desse modo, o valor de mercado total do fundo é de R$2,3 bilhões. A cota patrimonial chegou ao valor de R$117,95.

Resultados e rendimentos do CSHG Renda Urbana

O HGRU11 apresentou no mês de abril uma receita total de R$ 14,96 milhões, equivalente a R$ 0,81 por cota. Isso levou o fundo a ter um resultado de R$ 12,9 milhões, que corresponde a R$ 0,70 por cota.

Além disso, o CSHG Renda Urbana distribuiu uma renda de R$0,68 por cota no mês de abril, seguindo assim com o patamar estabelecido no semestre anterior. Vale destacar que houve o retorno positivo dos diferimentos negociados durante o primeiro semestre de 2020.

O HGRU11 destaca que esse retorno positivo eleva o resultado para valores acima da distribuição. O montante total anunciado para rendimento foi de R$12,5 milhões, com um total de mais de 18,4 milhões de cotas emitidas. As despesas do fundo no mês de abril foram de R$ 2,08 milhões.

Já a rentabilidade do HGRU11 acabou ficando em -0,7%, enquanto no mesmo período o IFIX teve um desempenho de 0,5% e o CDI Bruto 0,2%. Mas no acúmulo dos últimos 12 meses, o fundo obteve rentabilidade de 16,8%, enquanto o CDI Bruto teve 2,1% e IFIX 9,9%.