O Fundo de Investimento Imobiliário Luggo (LUGG11), administrado pelo Inter DTVM, divulgou nesta sexta-feira (17) o seu relatório gerencial do mês de agosto, em que descreveu seu resultado e rendimento mensal.

O objetivo do fundo Luggo (LUGG11) é auferir ganhos pela aquisição e exploração comercial de empreendimentos imobiliários que apresentam natureza residencial. O fundo é o primeiro do setor residencial, 100% de aluguel no Brasil.

O início do Luggo é da data de dezembro de 2019. Segundo apontado pelo fundo, o laudo de reavaliação dos imóveis foi realizado no mês de junho, o que mostrou uma elevação no valor patrimonial para R$ 112,2 milhões com uma valorização de 13,9%.

Do mesmo modo, O LUGG11 diz que possibilita oferecer uma proteção contra a inflação pela correção periódica de seus contratos pelo índice inflacionário IPCA. Nesse sentido, o fundo possui 9,6% dos seus contratos a serem corrigidos através do IPCA somente no mês de agosto.

Portfólio do Luggo

O LUGG11 possui 452 unidades disponíveis para locação. Vale destacar que 98% dos tipos de locatário do fundo são Pessoas Física, enquanto os outros 2% são Pessoa Jurídica. No cronograma de vencimento dos contratos vigentes, 23,3% são no segundo trimestre de 2023, enquanto 18,0% são no primeiro trimestre de 2023. Além disso, 13,6% são no quarto trimestre de 2023.

A receita do Luggo por empreendimento é distribuída em:

  • Cenarium - 30,6%;

  • Lindóia - 28,6%;

  • Cipreste - 20,9%;

  • Ecoville - 19,9%.

Já na receita do LUGG11 por estado se distribui em:

  • Paraná - 48,5%;

  • São Paulo - 30,6%;

  • Minas Gerais - 20,9%.

Acompanhe de forma ilustrativa os detalhes apresentados através dos gráficos a seguir:

LUGG11 anuncia resultado e atualizações do mês de agosto

Resultados e rendimentos do LUGG11

Durante o mês de agosto, o LUGG11 distribuiu R$ 0,50 por cota. Além disso, os principais indicadores operacionais como a taxa de ocupação alcançaram o nível de 96,7%. Outro ponto a se considerar é que os distrato tiveram uma leve queda para 5,3%.

A cota patrimonial atingiu a marca dos R$ 124,71, enquanto o patrimônio líquido de R$ 112,24 milhões. Vale destacar que a cota de mercado do LUGG11 alcançou os R$ 92,59 por cota e o valor de mercado foi de R$ 83,33 milhões.

O número de cotistas do fundo é de 4.345 e apresenta 900 mil cotas. Já dividend yield do mês foi de 0,54% e o yield anualizado é de 6,5%. A inadimplência do LUGG11 é de 3,2% e a vacância é de 3,3%.

As receitas do LUGG11 em agosto foram de R$ 638 mil, enquanto o resultado de caixa foi de R$ 456,78 mil. O resultado a distribuir atingiu a marca dos R$ 475,5 mil, enquanto o rendimento efetivamente distribuído no período foi de R$ 450 mil.