O Fundo de Investimento Imobiliário Max Retail (MAXR11), administrado pelo BTG Pactual Serviços Financeiros S/A DTVM, divulgou nesta sexta-feira (26) o seu relatório gerencial do mês de fevereiro, no qual descreveu seus resultados e rendimentos mensais.

O Max Retail (MAXR11) afirma em seu relatório que seu objetivo como fundo é o investimento em empreendimentos imobiliários, através da aquisição de imóveis comerciais, ou de direitos a eles relativos, prontos ou em construção, ou outros tipos de imóveis onde poderão ser desenvolvidos empreendimentos comerciais.

Ainda nesse objetivo do MAXR11, essas aquisições descritas seriam localizadas em grandes centros comerciais, shopping centers, avenidas ou ruas de grande movimento, com a finalidade de venda, locação, arrendamento ou exploração do direito de superfície das unidades comerciais.

Conforme aponta uma nota da administradora BTG Pactual Serviços Financeiros S/A DTVM, o setor de varejo, que corresponde ao perfil de ativos do Max Retail, teve que lidar com a abrupta perda de receita devido ao fechamento das lojas.

Além disso, a administradora diz que manterá os cotistas do MAXR11 e o mercado informados sobre o caso específico do pagamento da locatária Curso Exatas, que segue inadimplente.

Sobre isso, a BTG Pactual diz que após tentativas amigáveis, o Max Retail está cobrando judicialmente os valores devidos da locatária, conforme aplicável nos termos previstos nos respectivos contratos de locação.

O MAXR11 teve início em 30 de abril de 2010, e até então teve 1 emissão. Apresenta 0,15% ao ano sobre o valor do patrimônio líquido como taxa de administração. Além disso, sua taxa de consultoria é de 0,50% ao ano do valor de mercado, limitado a 0,50% ao ano do valor do patrimônio líquido.

Portfólio do MAXR11

No final do mês de janeiro de 2021, a taxa de ocupação do Max Retail foi de 100%. Em relação ao vencimento dos contratos em percentual de área, o fundo distribui da seguinte forma:

  • 2029 - 65%;

  • 2023 - 24%;

  • 2027 - 11%;

  • 2024 - 0,2%;

  • 2025 e 2026 - 0%;

O quadro de ocupação do MAXR11 se distribui da seguinte forma:

  • João Pessoa - BOMPREÇO (23,3%);

  • Vitória - Americanas (13,3%);

  • Manaus - TORRA TORRA (13,3%);

  • Belém - Americanas (12,7%);

  • Maceió - Americanas (11,3%);

  • Taguatinga - Cursinho Exatas (11,2%);

  • Brasília - Americanas (6,0%);

  • Nilópolis - Americanas (5,6%);

  • Taguatinga - Americanas (2,9%);

  • Outros (0,34%);

No revisional dos contratos em percentual da área ocupada, 76% são no ano de 2022 e 23% em 2021. O relatório ainda mostra algumas fotos dos empreendimentos do MAXR11, agrupadas a seguir:

A Área Bruta Locável (ABL) dos empreendimentos do Max Retail se distribuem, aproximadamente, nas seguinte lojas:

  • João Pessoa: 14.176,00 m²;

  • Taguatinga: 1.734,00 m²;

  • Manaus: 8.304,38 m²;

  • Vitória: 8.097,61m²;

  • Belém: 7.688,39 m²;

  • Maceió: 6.873,00 m²;

  • Brasília: 3.618,19 m²;

  • Nilópolis: 3.420,00 m²;

  • Cursinho Taguatinga: 6.802.00 m²;

Resultados e rendimentos do MAXR11

O patrimônio líquido do MAXR11 alcançou a marca dos R$132,42 milhões. O valor patrimonial por cota é de aproximadamente R$2235 e são 59.245 cotas emitidas até então. O número de cotistas chegou em 2.845. No mercado secundário, foram 532 cotas negociadas e a cotação de fechamento de janeiro foi de R$1977,99.

O Max Retail distribuirá aos cotistas, até o 10º dia útil de cada mês a totalidade do resultado líquido financeiramente realizado no mês anterior, apurado sob o regime de caixa. Desse modo, a data de pagamento da distribuição referente a este relatório foi no dia 12 de fevereiro de 2021, no valor de R$12,08 por cota, pouco maior que janeiro, que foi R$11,38 por cota.

No mês de janeiro de 2021, o MAXR11 teve quase R$991 mil em propriedades para investimento, R$2.302 em outros ativos financeiros e quase R$42,7 mil em despesas operacionais. Além disso, foi pouco mais de R$950 mil em lucros no mês e pouco mais de R$1,43 milhão em resultado líquido.

O volume do mês de janeiro de 2021 do Max Retail foi de pouco mais de R$1,05 milhão no mercado secundário.