O Fundo de Investimento Imobiliário Mérito Fundos e Ações Imobiliárias (MFAI11), administrado pelo Planner Trustee DTVM, divulgou nesta quinta-feira (16) o seu relatório gerencial do mês de agosto, em que descreveu seu resultado e rendimento mensal.

O objetivo do MFAI11 é fazer investimentos imobiliários de longo prazo, sobretudo através da compra de cotas de outros fundos de investimentos imobiliários e ações de companhias abertas do segmento imobiliário. A posição de fundos imobiliários corresponde a maior parcela da carteira, com intuito de obter rendimentos periódicos e consistentes.

Entre os destaques do mês de agosto, o fundo destacou que o IPCA avançou 0,87%, enquanto se teve uma variação positiva de 5,67% no ano. Já o IGP-M avançou 0,66%, subindo 16,75% no ano.

Com a alta dos índices de preços, a taxa Selic foi elevada pelo Copom de 4,25% para 5,25%. Do mesmo modo, se tem uma sinalização de um novo aumento de 1% para a próxima reunião a ser realizada no mês de setembro.

Importante destacar também que além das tensões políticas e do risco fiscal já observados nos períodos anteriores, o MFAI11 lembra da crise hídrica, que é outro fator que pode trazer aumento da inflação nos próximos meses e reforça as projeções para um cenário inflacionário pressionado até o final do ano.

Portfólio do Mérito Fundos e Ações Imobiliárias

A carteira de ativos do MFAI11 se compõe por fundos de investimento imobiliário, sobretudo por ações de companhias que são abertas do segmento imobiliário. Segundo o próprio fundo, o objetivo do investimento em FIIs é obter uma renda recorrente mensal e ganho de capital.

No mês de agosto, o fundo afirma que diminuiu sua posição nos segmentos agrícola e de agências bancárias. Além disso, também aumentou a exposição no segmento de recebíveis. Nesse sentido, ele realizou vendas com ganho de capital que seu principalmente pelos fundos do segmento de recebíveis.

Na alocação por tipo de ativo, 67% dos ativos do fundo estão em FII, enquanto 33% estão em ações. Por segmento, essa alocação se dá por:

  • Incorporação - 28,1%;
  • Recebíveis - 26,8%;
  • Escritório - 13,4%;
  • Shopping - 9,3%;
  • Comercialização - 9,0%;
  • Logístico - 6,4%;
  • Fundo de Fundos - 4,1%;
  • Varejo - 2,4%;
  • Cemitério - 0,6%.

MFAI11 divulga resultado do mês de agosto em relatório gerencial

Resultados e rendimentos do MFAI11

O rendimento do MFAI11 por cota no mês de agosto foi de R$ 0,60, que é de 166% do CDI líquido de IR. O dividend yield anualizado sobre a cota de fechamento do mês foi de 13,75%, que representa R$ 84,45. A distribuição dos dividendos será feita no dia 15 de setembro de 2021.

Até o final de agosto, o Mérito Fundos e Ações Imobiliárias tinha R$ 0,31 por cota de resultado acumulado e que ainda não foi distribuído. O patrimônio líquido do fundo é de R$ 26,45 milhões, que em meio a 303.173 cotas emitidas, o valor patrimonial da cota foi de R$ 87,24.

O número de cotistas do MFAI11 foi de 3.782 até o final de agosto. O valor de mercado por cota foi de R$ 84,45. O total de receitas do fundo foi de R$ 173 mil, enquanto as despesas foram de R$ 27,7 mil. O resultado de caixa do mês foi de mais de R$ 146 mil.