O Fundo de Investimento Imobiliário RBR Crédito Imobiliário Estruturado (RBRY11), administrado pela BTG Pactual, divulgou nesta segunda-feira (30) o seu relatório de gerencial de julho de 2021, descrevendo seu resultado e rendimento mensal.

O objetivo do RBRY11, segundo o relatório gerencial do fundo, é auferir rendimentos e ganhos de capital na aquisição de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) e possui prazo de duração indeterminado. O benchmark do fundo, que é calculado sobre a distribuição de rendimentos, é o IPCA + Yield IMA-B 5.

O RBR Crédito Imobiliário Estruturado ressalta que a gestão é muito criteriosa na garantia imobiliária das operações. O processo de análise dos ativos envolve os seguintes pontos:

  • Visita aos ativos;
  • Know-how de equipe especializada;
  • Coleta de referência sobre os imóveis;
  • Diligência técnica;
  • Operação ambiental;
  • Diligência jurídica.

Cerca de 82% das garantias imobiliárias do RBRY11 estão localizadas no estado de São Paulo. Desse total do estado, cerca de 37% estão na capital.

Portfólio do RBR Crédito Imobiliário Estruturado

Importante dizer que 100% da carteira do RBRY11 está em dia com suas obrigações. Atualmente, 83% do patrimônio líquido investido em CRIs é composto por operações ancoradas pela RBR. Assim sendo, se refere as operações originadas, estruturadas e/ou investidas em mais de 50% da emissão.

Em julho ocorreram duas movimentações no portfólio dentro da estratégia Core. Um deles é o investimento de R$ 5 milhões no CRI Munir Abbud Vila Madalena, que foi uma operação de aquisição de terreno localizado no bairro da Vila Madalena em São Paulo para um desenvolvimento imobiliário.

Essa operação foi estruturada e investida pela RBR e possui uma remuneração uma taxa de CDI+4,50% ao ano. Além disso, se integralizou um montante de R$ 2,8 milhões do CRI Pinheiros, que é uma operação de compra a terreno que já fazia parte da carteira do RBRY11.

Em relação à estratégia tática de FII de CRI, o RBRY11 investiu R$ 10 milhões em cotas do KNIP11. Entre as principais características do portfólio do RBR Crédito Imobiliário Estruturado, se inclui 22 operações ao todo, uma taxa média de CDI + 4,89% e duration médio de 2,8 anos.

Por setor imobiliário, o portfólio do fundo se distribui em:

  • Residencial - 77%;
  • Galpão logístico - 13%;
  • Laje corporativa - 10%.

Acompanhe os detalhes da carteira do RBRY11 da ancoragem, localização das garantias e tipos de risco:

RBRY11 divulga relatório de julho de 2021 com seu resultado mensal

Resultado e rendimentos do RBRY11

No mês de julho, o resultado adicional do RBRY11 foi de R$ 338 mil, equivalente a R$ 0,10 por cota, referente ao fee de estruturação do CRI Lote 5. Esta é uma operação estruturada pela RBR e integralizada em junho de 2021.

O dividendo referente ao mês de julho foi de R$ 0,75 por cota, equivalente a um dividend yield sobre a cota mercado anualizado de 9,20% ao ano. Com isso, o RBRY11 terminou julho com R$ 0,28 por cota no fundo de reserva, que vão ser utilizados nos próximos meses.

Com início em maio de 2018, o RBRY11 acumulou 10.307 cotistas e 3.397.153 cotas emitidas. Assim, o patrimônio do fundo é de R$ 353,24 milhões, que é R$ 103,98 por cota. O resultado final do mês de julho foi de R$ 2,84 milhões.