O Fundo de Investimento Imobiliário VBI REITS FOF (RVBI11), administrado pela BRL Trust DTVM S.A., divulgou nesta sexta-feira (12) o seu relatório gerencial do mês de fevereiro, no qual descreveu seus resultados e rendimentos mensais.

O fundo VBI REITS FOF iniciou suas atividades em fevereiro de 2020. O objetivo do fundo é aplicar em cotas de outros FIIs e complementarmente em outros tipos de ativos como:

  • Ações ou cotas de sociedades;
  • Letras hipotecárias;
  • Cotas de fundos de investimento em participações ou de fundos de investimento em ações;
  • Letras de crédito imobiliário;
  • Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) e cotas de fundos de investimento em direitos creditórios;
  • Letras imobiliárias garantidas;

Em seu relatório, o gestor do RVBI11 destacou que o fundo teve uma performance em linha com índice IFIX, já que ambos tiveram um desempenho no mês de fevereiro de +0,2%. Além disso, ele afirma que o resultado positivo da carteira do fundo foi impulsionado pela renda urbana e logística.

O VBI REITS FOF complementa que essas duas posições que impulsionaram a carteira em fevereiro refletem a estratégia de alocação em setores de tijolo, que por sua vez, tendem a ter melhor performance no curto prazo.

O RVBI11 afirma que sua posição em TRXF11 valorizou positivamente 4,5% em fevereiro, e BTLG11 valorizou 5,0%. Os dois setores citados, juntamente com os fundos de CRI e de lajes de escritórios Triple-A, constituem atualmente o foco de alocação do fundo.

Portfólio do RVBI11

O gestor do RVBI11, VBI Real Estate Gestão de Carteiras Ltda., destacou as 3 principais movimentações no portfólio do fundo durante o mês de fevereiro, que são:

  1. Barigui Recebíveis (BARI): Ampliação de exposição em 35%. Desse modo, a posição em BARI representa 5,3% do patrimônio do fundo;
  2. Green Towers (GTWR): Venda de 89% das cotas, quase zerando a exposição;
  3. CSHG Renda Urbana (HGRU): Redução da exposição em cerca de 30%. HGRU, TRXF e EVBI, em conjunto, representavam 18% do portfólio até o final de fevereiro;

O VBI REITS FOF movimentou R$18 milhões em vendas de ativos em fevereiro, correspondente a 13% de giro da carteira. Até o final do mês, 89% do patrimônio líquido do VBI REITS FOF estava alocado em ativos imobiliários, dos quais as 5 maiores exposições por ativo da carteira são:

  1. PVBI11 - 8% (R$11,7 milhões);
  2. XPML11 - 8% (R$11,0 milhões);
  3. EVBI11 - 7% (R$10,1 milhões);
  4. CVBI11 - 7% (R$10,1 milhões);
  5. BTLG11 - 7% (R$9,9 milhões);

RVBI11 anuncia resultados e rendimentos do mês de fevereiro

Na exposição por setor, os 5 principais destaques do RVBI11 são:

  1. Recebíveis Imobiliários - 22%;
  2. Renda urbana - 18%;
  3. Logísticos - 15%;
  4. Lajes comerciais - 15%;
  5. Caixa e equivalentes - 11%.

RVBI11 anuncia resultados e rendimentos do mês de fevereiro

Resultados e rendimentos do RVBI11

O RVBI11 se iniciou em fevereiro de 2020 e desde então o retorno total do patrimônio líquido do fundo foi de +2,7%. Nesse mesmo período, o desempenho do IFIX foi de uma queda acumulada de -5,6%. Já as cotas do VBI REITS FOF negociadas na B3 apresentam um retorno positivo de 0,5%. Até o final do mês o número de cotistas chegou a 10.348.

RVBI11 anuncia resultados e rendimentos do mês de fevereiro

No mês de fevereiro o RVBI11 distribuiu R$0,72 por cota, superando o previsto no modelo de viabilidade apresentado no prospecto da 1ª emissão. O fundo afirma que com tudo mais constante, será possível manter nos próximos meses um patamar de dividendos igual ou superior aos R$0,72 por cota.

Essa última análise vem de encontro ao fato de que o VBI REITS FOF acumula estoque de ganho de capital não realizado de R$5,19 por cota, o que permite ao fundo manter o dividend yield sem que seja necessário giro excessivo de portfólio.

O RVBI11 anunciou no dia 08 de março o valor de R$0,72 por cota como distribuição de dividendos, que serão pagos aos cotistas no dia 16 de março. O dividend yield desse montante é de aproximadamente 9,0% sobre o patrimônio líquido até o final do mês, cuja cota patrimonial chegou a R$96,29.

No mercado secundário, o valor da cota do VBI REITS FOF foi de R$94,06 até o final do mês de fevereiro e essa distribuição de R$0,72 por cota representa um dividend yield de 9,2%.

O total de receitas do RVBI11 em fevereiro foi de R$1,58 milhão. As despesas totalizaram quase R$164 mil. Desse modo, o lucro líquido do fundo no mês foi de R$1,427 milhão e o montante distribuído foi de quase R$1,037 milhão.