A gestão do Capitânia Reit FOF FII (CPFF11), detalhou em seu relatório gerencial divulgado nesta segunda-feira (30), a performance do fundo no mês de julho. Desta forma, a gestora Capitânia S. A publicou os resultados do FII e mostrou o quanto foi investido em FIIs do setor de lajes corporativas

Referente ao mês de julho, o fundo produziu de resultado R$3.054.184 e distribuiu o equivalente a R$0,81 por cota. Acompanhe na tabela abaixo:

CPFF11

Em relação à rentabilidade das cotas no mercado secundário, a rentabilidade patrimonial ajustada do fundo em julho foi equivalente a 2,24%, enquanto o IFIX foi de 2,51%. Porém, desde o início do fundo na bolsa (23/12/2019) a cota patrimonial ajustada do CPFF11 rendeu +5.05%, superando o IFIX (-8,48%). Confira abaixo:

CPFF11

Comentário da gestão sobre a indústria de FIIs e o CPFF

O CPFF11 teve uma recuperação em julho impulsionado pelo segmento de lajes corporativas e logístico. No geral, as posições do fundo tiveram fortes valorizações depois que a pauta da tributação dos rendimentos dos fundos imobiliários foi retirada da PEC da Reforma Tributária

Em complemento, a gestão dos ativos de crédito da carteira “contribuiu para a manutenção dos dividendos neste momento de volatilidade nas cotações dos FIIs”, disse a gestora. 

Em relação ao portfólio do CPFF11, o maior destaque positivo no período, na ordem de 15%, foi dos fundos de lajes corporativas. 

Após sofrerem boa parte de 2020 e início deste ano, muitos fundos tiveram melhora operacional, dando sinais de redução das perdas causadas pela pandemia. Ainda muitos fundos deste segmento estão com preços descontados. 

Porém, o cenário macroeconômico é de muita incerteza. Por isso, o fundo segue com ativos com viés mais defensivo, principalmente em FIIs com contratos atípicos e bons inquilinos. Observe abaixo o perfil dos ativos do fundo:

CPFF11

A gestão destacou que em julho, o fundo aumentou sua exposição no setor de lajes corporativas por conta dos preços descontados. 

Confira abaixo as principais movimentações na carteira do CPFF11:

  • Compra de R$ 29,2 milhões da oferta ICVM 476 do fundo logístico da GTIS Partners (GTLG11), posição adquirida no IPO; 
  • Compra de R$ 2,3 milhões do FII Autonomy Edifícios Corporativos (AIEC11), posição adquirida no mercado secundário; 
  • Compra de R$ 1,1 milhões do FII Guardian Logístico (GALG11), posição adquirida no mercado secundário; 
  • Venda de R$ 8,8 milhões do fundo HSI Renda Urbana (HSRE11), posição adquirida na última emissão 476; 
  • Venda de R$ 4,9 milhões do fundo TRX Real Estate ll (TRXB11), posição adquirida na última emissão 476; 
  • Venda de R$ 4,6 milhões do fundo TRX Real Estate (TRXF11), posição adquirida na última emissão 476.

Conheça o CPFF11

O Capitânia Reit FOF FII é um fundo de fundos, com o objetivo de aplicar primordialmente, em Cotas de FII, e, complementarmente, em Ativos Imobiliários, visando a valorização e a rentabilidade de suas cotas.

Seu patrimônio líquido é de R$ 324 milhões e a taxa de administração do CPFF11 é de 0,75%a.a. sobre patrimônio líquido.