Dividendos do VISC11 continuarão em patamar recorde em 2024? Veja expectativas da gestão

O VISC11 está no maior patamar de dividendos de sua história. Mas será que isso deve continuar em 2024? Veja as expectativas da gestão.

Dividendos do VISC11 continuarão em patamar recorde em 2024? Veja expectativas da gestão
Dividendos do VISC11 continuarão em patamar recorde em 2024? Foto: Pixabay

O fundo imobiliário VISC11 anunciou seu novo relatório gerencial, em que reportou um resultado total de R$ 19,514 milhões em dezembro. O resultado de shoppings foi de R$ 23,199 milhões, ou R$ 1,09 por cota.

Referente a esse resultado, o FII VISC11 anunciou dividendos de R$ 1,00 por cota e terminou o mês de dezembro com um resultado acumulado não-distribuído de R$ 10,356 milhões, correspondente a R$ 0,49 por cota.

Os dividendos do VISC11 serão distribuídos em 12 de janeiro de 2024. O valor será destinado apenas para quem comprou cotas do fundo e se manteve com elas até o fechamento da sessão do dia 28 de dezembro de 2023.

Apesar dessa quantia se manter estável pelo terceiro mês consecutivo, ela representa o maior patamar de dividendos da história do VISC11.

Considerando os orçamentos dos shoppings para o ano de 2024 e o ganho de capital obtido com o recebimento de parcelas no primeiro semestre de vendas parciais feitas no segundo semestre do ano passado, a estimativa é de que o pagamento de rendimentos do VISC11 fique entre R$ 1,00 e R$ 1,10 por cota entre janeiro e junho de 2024.

Apesar disso, a gestão ressalta que “a rentabilidade esperada não representa e nem deve ser considerada, a qualquer momento e sobre qualquer hipótese, como promessa, garantia ou sugestão de rentabilidade futura”.

Caso essa projeção se concretize, o VISC11 continuaria com rendimentos em patamar recorde nos próximos meses.

Ao final de dezembro, a cota ajustada do fundo imobiliário VISC11 na B3 é de R$ 122,83, registrando alta de 4,1%. Esse crescimento, quando somado aos proventos pagos, resulta em uma alta mensal de 5,0%, cerca de 0,7 ponto percentual superior à rentabilidade do IFIX nesse período.

Atualizações da carteira do VISC11

Até o fim de dezembro, o patrimônio líquido do fundo VISC11 era de R$ 2,8 bilhões, enquanto as participações em shoppings somavam R$ 3,6 bilhões.

Já as aplicações financeiras totalizavam R$ 690,4 milhões, sendo R$ 686,2 milhões em títulos públicos e fundos referenciados DI que contam com liquidez imediata. Além disso, cerca de R$ 4,3 milhões estão aplicados em cotas de fundos imobiliários.

Em relação ao desempenho do fundo, a gestão destaca que os indicadores operacionais dos seus shoppings permaneceram crescendo em novembro de 2023, isso quando comparados com os dados do mesmo período de 2022.

Nesse sentido, o NOI Caixa por metro quadrado cresceu 2,3%, enquanto as Vendas Mesmas Lojas (SSS) tiveram alta anual de 8,4%. Por fim, a gestão do VISC11 aponta que os “níveis de desconto e inadimplência líquida permanecem em patamares saudáveis”, que são de 1,9% e 3,9%, respectivamente.

Tags
foto: João Vitor Jacintho
João Vitor Jacintho

Redator profissional, com atuação no mercado editorial na produção de notícias e conteúdos sobre o mercado de ações, criptomoedas, fundos imobiliários e economia popular. Graduando em Engenharia Química pela Unesp, também já trabalhei como consultor financeiro.

últimas notícias