Fundo Imobiliário de galpões alcança maior yield do setor e inicia 2º semestre com força; conheça

Fundo Imobiliário de galpões alcança maior yield do setor e inicia 2º semestre com força; conheça

O fundo imobiliário Guardian Logística (GALG11) publicou nesta segunda-feira (14) seu relatório gerencial referente ao mês de Julho de 2023. No documento, a gestora mostra que o FII alcançou o maior dividend yield do segmento logístico no primeiro semestre.

 A Guardian destaca que o GALG11 fechou o 1º semestre na liderança do dividend yield, iniciando o segundo da mesma forma, com um yield mensal de 0,91% no mês, valor acima da média de mercado de 0,72%.

Para efeito de comparação, projetando o DY médio do mercado nas cotas do GALG11, o fundo deveria ser negociado próximo de R$11,35. Atualmente, as cotas do fundo estão na casa dos R$9,14. 

Os dividendos do GALG11 foram de R$ 0,082/cota, com pagamento no dia 7 de agosto para os investidores posicionados no ativo no fechamento de mercado no dia 31 de julho. 

Os rendimentos do fundo representam um dividend yield anualizado de 11,27%. A próxima “data com” do fundo será em 31 de agosto, último dia útil do mês.

O fundo imobiliário GALG11 possui o maior WAULT da indústria?

A gestora ressalta que, ao contrário da média da indústria, o fundo não distribui resultados não recorrentes no fim do primeiro semestre. 

O objetivo do fundo é justamente oferecer menor volatilidade na geração de resultados. As características do portfólio que ancoram este contexto são: “inquilinos com excelente risco de crédito, imóveis de extrema relevância para os ocupantes e contratos atípicos de locação de prazo longo”, detalha a gestora. 

Dentro disso, um dos fatores que traz estabilidade nos ganhos do GALG11 é o prazo médio remanescente (WAULT) dos contratos ponderado pela receita gerada de cada contrato. 

Além de possuir o maior WAULT entre os logísticos do IFIX, de 9,07 anos, 100% de sua receita vem de contratos atípicos de locação.

O fundo imobiliário GALG11 é focado em ativos logísticos de boa qualidade, localização estratégica e locatários renomados. O fundo, que nasceu no final do ano de 2020, tem um portfólio com empresas como British American Tobacco (Souza Cruz), BRF, entre outros.

Tags
foto do autor: Gustavo Silva
Gustavo Silva

Jornalista com doutorado pela UFMG e produtor de conteúdo da unidade de mídias da Suno. Também trabalha no Suno Notícias e Funds Explorer, fazendo a cobertura de FIIs, Fiagro e FI-Infra.

últimas notícias