RZTR11 anuncia captação de R$ 486,5 milhões; veja quantos investidores participaram da oferta

O fundo imobiliário RZTR11 divulgou uma arrecadação de R$ 486,5 milhões em sua 4ª emissão de cotas. Veja detalhes sobre a oferta.

RZTR11 anuncia captação de R$ 486,5 milhões; veja quantos investidores participaram da oferta
BTLG11 capta valor bilionário e tem resultado máximo em sua oferta. Foto: Pixabay

O fundo imobiliário RZTR11 divulgou o encerramento da oferta pública de distribuição primária referente a sua 4ª emissão de cotas, com a captação total de quase R$ 486,53 milhões.

A 4ª oferta FII RZTR11 contou com a emissão de 4,882 milhões de cotas, cujo preço de cada nova cota foi de R$ 99,65, desconsiderando a taxa de distribuição primária. Todas as cotas são nominativas e escriturais, emitidas em uma única classe e série.

Do total de cotas emitidas pelo RZTR11, 4,014 milhões têm como referência o montante total da emissão e 868,3 mil cotas vieram das cotas do lote adicional.

A nova emissão contou com um total de 19.690 investidores, dos quais 19.354 são pessoas físicas, que foram “responsáveis” pela emissão de mais de 4,472 milhões de cotas.

Detalhes sobre o RZTR11

O principal objetivo do fundo imobiliário RZTR11 é obter retorno para os cotistas no longo prazo por meio do arrendamento, aquisição e venda de propriedades agrícolas, se utilizando de 3 estratégias distintas: Sale&Leaseback, Buy to Lease e Land Equity.

O foco de atuação do FII está no território brasileiro, principalmente em regiões que estão consolidadas na produção de fibras e grãos.

Até o final de dezembro, o fundo RZTR11 tinha um total de 14 ativos em sua carteira. Todos os contratos do FII estão expostos ao arrendamento rural, tendo 8 anos de prazo médio final.

Na sua 3ª emissão de cotas, o fundo tinha captado um total de R$ 291,109 milhões, com a emissão de 265,105 mil novas cotas.

A gestão enxerga que a importância do crescimento do FII está na mitigação de risco e elevação da liquidez das cotas no mercado secundário.

“A Gestão está trabalhando para finalizar a alocação do volume captado, com ativos de renda recorrente nas estratégias de Sale & Leaseback e Buy to lease e, não recorrentes, na estratégia de Land Equity, que busca gerar ganhos extraordinários através da valorização imobiliária, pela aquisição e venda de ativos totalmente desenvolvidos com assimetria de preço ou ainda que requerem investimentos para atingir a sua máxima valorização”, explicou a gestão do RZTR11.

Tags
foto: João Vitor Jacintho
João Vitor Jacintho

Redator profissional, com atuação no mercado editorial na produção de notícias e conteúdos sobre o mercado de ações, criptomoedas, fundos imobiliários e economia popular. Graduando em Engenharia Química pela Unesp, também já trabalhei como consultor financeiro.

últimas notícias