CSHG Real Estate (HGRE11) fundo imobiliário de escritórios administrado pelo Credit Suisse, apresentou ao mercado seu relatório mensal de agosto/20.

Posicionado como o 2º maior FII de lajes corporativas da bolsa em valor patrimonial, o HGRE11, FII do tipo tijolo com cerca 93 mil cotistas, apresentou os seguintes destaques no mês:

  • Em breve, gestão convocará uma assembleia para discutir sobre a aprovação da sua 9ª emissão de cotas, necessária para que o HGRE tenha capacidade de honrar os compromissos já previstos, como a reforma da Torre Martiniano e a última parcela de sua aquisição, além de levantar recursos para uma pequena aquisição.
  • As obras da Torre Martiniano seguem conforme o previsto.
  • A carteira de imóveis encerrou o mês com 28,61% de vacância financeira e 27,33% de vacância física.
  • A vacância aumentou devido à desocupação antecipada de locatário que gerou um impacto pontual positivo nas distribuições.

Nos rendimentos, o HGRE optou em manter sua distribuição de R$ 0,65/cota no mês (dividendo 0,44%, cota base R$ 146,86) e ressaltou que de acordo com o avanço da retomada econômica, não seja mais necessário reduzir o valor novamente nos próximos meses.

Esse valor será pago na próxima terça-feira, 15 de setembro/20, aos detentores de cotas no dia 31 de agosto. Veja abaixo a representação dos rendimentos pagos e acumulados nos últimos 12 meses.

HGRE11: 98% do patrimônio são escritórios corporativos

Seu patrimônio está distribuído em 22 empreendimentos corporativos localizados nas regiões sul e sudeste do país (98%), e os restantes 2% estão alocados em cotas de FIIs, CRI e ativos de renda fixa. A figura abaixo apresenta sua distribuição.

hgre11

No mercado secundário, as cotas do HGRE movimentaram cerca de R$ 70 milhões /mês e registraram uma valorização de 4,9%, partindo de R$ 140,00 em 31 de julho, para R$ 146,86 em 31 de agosto.

hgre11

Repare também o crescimento do número de cotistas, partindo de 43 mil em set/19, para 93 mil em ago/20. Um aumento de 115%.

"O CSHG Real Estate FII tem como objetivo a aquisição, para exploração comercial, de empreendimentos imobiliários, prontos ou em construção, que potencialmente gerem renda, através de aquisição de parcelas e/ou da totalidade de empreendimentos imobiliários, para posterior alienação, locação ou arrendamento."

Constituído em meados de 2007 e destinado a investidores em geral, o HGRE11 conta com uma gestão ativa e uma de taxa administração de 1% ao ano, sem adicional de performance.

 

Quer saber quais são as principais características e vantagens de um FII de lajes corporativas? Baixe nosso e-book gratuito e entenda de maneria simples, como funciona esse segmento no mercado.