A BRL Trust, administradora do RBR Log FII (RBRL11), comunicou nesta quinta-feira (1) aos seus investidores, o compromisso de compra de empreendimento logístico localizado na região imobiliária de Cajamar e próximo à cidade São Paulo

A administradora deu maiores detalhes a respeito da assinatura do compromisso de compra e venda para aquisição do imóvel que, em linhas gerais, declarou sua intenção de comprar 50% do empreendimento chamado WTLog RBR I. 

Na verdade, a BRL Trust reforçou que o empreendimento logístico está em construção, com área total de 121.769,26 m², com previsão de entrega das obras para o 1º trimestre de 2022. 

Maiores detalhes do compromisso de compra e venda assinado pelo RBRL11

Em relação ao preço do imóvel, a administradora informou que ele possui um preço fixo de R$164,7 milhões que será pago “conforme evolução do empreendimento logístico e conforme entrega das obrigações previstas no compromisso”.

Porém, o ativo em questão também possui um componente variável no seu preço, que é determinado pelo valor das locações futuras após o término das obras.

Desta forma, o valor máximo deste componente variável será de R$ 2.892,00 por m², tendo como base um “cap rate de aquisição de 8,3% ao ano sobre a locação vigente”, afirmou a administradora. 

Além disso, a RBL Trust reforçou que a vendedora está obrigada a indenizar o RBRL11 por meio de Renda Mínima Garantida

O valor definido no compromisso entre as partes será determinado mensalmente a partir da aplicação de um cap rate de 8,3% ao ano sobre os montantes já efetivamente desembolsados pelo RBRL11. 

Por outro lado, depois que a obra do empreendimento for entregue, o vendedor assumirá a obrigação de pagar ao fundo, caso a renda efetiva seja insuficiente, uma indenização que garantirá uma renda mensal líquida mínima de locação equivalente a 0,6917% ao mês sobre o preço de aquisição. 

Esse dispositivo foi acordado para dar maior segurança aos cotistas em relação ao negócio firmado entre o fundo e a atual dona do empreendimento. A obrigação acima terá duração até o “12º mês contado a partir do primeiro mês seguinte ao da data da entrega da obra", afirmou a administradora. 

Diante disso, a estimativa é que a receita imobiliária do RBRL11 seja impactada positivamente em R$ 0,19/cota.

Porém, a RBL Trust confirmou que “os resultados distribuídos dependerão da estrutura de custos e despesas do fundo, bem como do recebimento efetivo das demais receitas”

Sobre o imóvel

No comunicado, a administradora relatou que o município de Franco da Rocha, onde está localizado o empreendimento, faz parte da praça de Cajamar. 

Observe abaixo uma imagem do projeto divulgado pelo RBRL11:

RBRL11 projeto

Essa é uma região que vem se destacando nos últimos anos como maior mercado de galpões logísticos do Brasil, tendo rendido inclusive o apelido de "Faria Lima dos Galpões", reforçou a RBL Trust. 

Sua proximidade com o município de São Paulo tem atraído muitas empresas para a região. Entre as companhias com maior destaque em Cajamar estão: 

  • As atacadistas Assaí e Makro;
  • Leroy Merlin com centros de distribuição na região;
  • B2W, o Mercado Livre e a Amazon, todas com centros de distribuição;

Além de bem localizado, o empreendimento em vias de aquisão possui muitas condições comerciais para atrair locatários. A administração do RBRL11 listou suas principais características do empreendimento: 

  • ABL total: 121.769,26 m²;
  • ABL adquirida: 60.884,63 m² (50%);
  • Vagas para carretas: 130;
  • Vagas veículos leves: 309;
  • Eficiência do galpão: 85%;
  • Classificação empreendimento: A+ (máxima segundo os critérios adotados pelo Siila);

Por fim, o empreendimento ainda conta com as melhores práticas de investimento responsável. Inclusive, o mesmo possui certificação LEED de sustentabilidade. 

Conheça o RBRL11

O RBR Log FII é um fundo imobiliário do tipo tijolo. Seu foco é rentabilizar pela aquisição e exploração comercial de galpões logísticos.

Para quem deseja investir no RBRL11, o fundo distribuiu rendimentos no valor de R$3,5 milhões em março, o equivalente a R$ 0,62/cota, sendo sua taxa de administração de  0,20%a.a. sobre patrimônio líquido.