O Fundo de Investimento Imobiliário Fator Verità (VRTA11), administrado pelo Banco Fator S.A., divulgou nesta sexta-feira (16) o seu relatório gerencial do mês de março, no qual descreveu seus resultados e rendimentos mensais.

Conforme aponta o relatório, o fundo Fator Verità é um fundo de investimento imobiliário constituído sob a forma de condomínio fechado que visa a aquisição de ativos financeiros de base imobiliária como:

O Benchmark do VRTA11 é IGP-M + 6% ao ano, com prazo de duração indeterminado. Além disso, a taxa de administração atual do fundo é de 1,00% ao ano. Como resultado, seu patrimônio líquido é de pouco mais de R$1,01 bilhão, até o dia 31 de abril de 2021.

O gestor do Fator Verità, que é o Fator Administração de Recursos Ltda. (FAR), disse que no mês de abril de 2021 foi finalizada a alocação dos recursos que foram captados na 7º emissão de cotas do fundo em agosto de 2020. 

Portfólio do Fator Verità

Só durante o mês de abril, o VRTA11 alocou cerca de R$ 228,8 milhões na aquisição de 6 CRIs e 2 FIIs. Desse modo, o fundo terminou o mês com R$ 105 milhões em caixa, formado através de amortizações programadas e extraordinárias que foram realizadas ao longo da alocação. 

Durante o mesmo período, ocorreu a venda do CRI Shopping Lajeado, que estava no PDD do Fator Verità desde o ano de 2018. O fundo iniciou também uma estratégia tática de investimentos em cotas de outros FIIs de CRI para diversificar o portfólio do VRTA11.

Na composição da carteira do VRTA11, as 5 principais posições em percentual do total investido são:

  1. Grupo BSO - 4,91%;
  2. Arteris - 4,43%;
  3. Canopus PPP III - 3,90%;
  4. Grupo Sinal - 3,79%;
  5. Quero-Quero - 3,60%.

Na distribuição dos ativos da carteira do Fator Verità por securitizadora, a principal posição é a ISEC, com 21,7%. Logo em seguida, temos a RB Capital, com 18,6% e a True com 16,2%. Além disso, na distribuição por setor devedor, se destaca a construção civil, com 16,3%. Esse detalhamento é melhor visto no gráfico a seguir, levando em conta que no setor por devedor tem mais segmentos com menor percentual.

VRTA11

 

Em tipos de ativos, a carteira do VRTA11 se distribui 67% em CRI e 33% em caixa. Em indexadores, a carteira ela é distribuída em:

  • IPCA - 75%;
  • CDI+ - 8%;
  • IGPM - 7%;
  • FII - 7%;
  • CDI % - 1%;
  • IGP-DI - 1%.

Resultados e rendimentos do VRTA11

A cota patrimonial do Fator Verità terminou o mês de abril em R$101,07, enquanto a cota de mercado foi de R$115,69, uma diferença de 14,5%. O número de cotas emitidas até o momento é de 10 milhões e a distribuição por cota no período foi de R$0,90 por cota, ou seja, totalizando um dividend yield patrimonial de 0,90%.

Em suma, o volume total do VRTA11 em abril no mercado secundário foi de cerca de R$ 36,84 milhões. Nos últimos 12 meses, o fundo fez uma distribuição efetiva que totalizou no montante de cerca de quase R$ 81,96 milhões.

VRTA11

 

Além disso, no mês de abril de 2021, o VRTA11 teve um total de receitas de quase R$ 9,7 milhões. As despesas do fundo foram de cerca de R$ 1,13 milhão. O resultado recorrente (CRI) no período foi de R$ 9,33 milhões e a distribuição efetiva totalizou R$9 milhões.