O‌ ‌‌IFIX‌‌ fechou ‌a‌ ‌última‌ segunda-feira‌ ‌(10)‌ ‌em baixa ‌de‌ ‌-0,36%,‌ terminando ‌o‌ ‌dia‌ ‌em 2.846,28 ‌pontos.‌ ‌No‌ ‌acumulado‌ ‌do‌ ‌mês‌ ‌de‌ ‌maio‌ ‌e‌ ‌do‌ ‌ano‌ ‌de‌ ‌2021,‌ ‌a‌ ‌variação‌ ‌do‌ ‌índice‌ ‌é‌ ‌de‌ ‌-0,51%‌ ‌e‌ -0,83%,‌ ‌respectivamente.‌ ‌

 ‌Também,‌ ‌o‌ ‌índice‌ ‌‌SUNO30‌‌ ‌fechou‌ ‌em‌ baixa ‌de‌ ‌-0,36%‌ ‌e‌ ‌103,59 ‌pontos.‌ ‌Veja‌ ‌na‌ ‌tabela‌ abaixo:‌ 

fechamento 10-05

Confira as principais notícias do mercado de FIIs:

JSRE11 renova contratos com locatários e divulga resultados

A Safra Asset, gestora do fundo JS Real Estate Multigestão (JSRE11) comunicou nesta segunda-feira (1o) aos seus investidores, os resultados referentes ao mês de abril. Desta forma, a gestão também informou sobre a situação de seus imóveis e a renovação de novos contratos. 

O JS Real Estate Multigestão é um fundo imobiliário do tipo híbrido, que possui diferentes tipos de investimentos no setor imobiliário, seja em imóveis, outros fundos imobiliários ou títulos de renda fixa. 

A gestão informou sobre as negociações dos contratos de locação, que resultou em renovações com os seguintes locatários: 

  • Banco Toyota no Ed. Tower Bridge, com extensão antecipada por mais 3 anos, referente a área de 2.173 m² (1 andar); 
  • Zurich Minas no Ed. Tower Bridge, com extensão antecipada por mais 18 meses, referente a área de 6.764 m² (3 andares); 
  • Einstein no Ed. Paulista por mais 5 anos, que representa 4.513 m². 

Somado a isso, ainda em abril, a Safra Asset fechou a negociação com um novo inquilino (Vifor) na torre Ebony para uma unidade do Rochaverá. 

Mesmo assim, a Safra Asset pontuou que houve aumento na vacância do fundo de 11,6% em março, para 12,9% em abril. “Isso porque a OLX, que ocupava aproximadamente um andar e meio no Ed. Paulista, rescindiu o contrato, arcando com as indenizações”, explicou a gestora do JSRE11. 

Por fim, o JSRE11 comunicou que os cotistas tiveram um rendimento de R$0,53 por cota, a ser distribuído no dia 21 de maio.  Confira na tabela abaixo: 

JSRE11

OUJP11 divulga resultados e informa movimentação de carteira

Em relatório gerencial apresentado aos cotistas nesta segunda-feira (10), a gestão do Ouroinvest JPP FII (OUJP11) comunicou sobre o desempenho do fundo no mês de abril. Também, a gestora JPP Capital informou sobre a movimentação da carteira durante o mês. 

O OUJP11 é um fundo de papel com investimentos concentrados em Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs). 

Desta forma, a gestão do informou que o fundo permaneceu adimplente em suas obrigações e chegou ao final de abril com 70,7% dos investimentos alocados em ativos imobiliários, dos quais 69,6% em CRI e 1,0% em FII. 

Em abril, o fundo comprou dois ativos no mercado de CRIs, desembolsando R$13,9 milhões:

  • Aquisição por R$ 3,9 milhões do CRI Cogna Educação, com vencimento em jul/27 e remuneração de IPCA+6,0%. 
  • Compra por R$ 10,0 milhões do CRI GSFI, com deságio em relação à taxa de emissão, que é de IPCA+5,0%. 

Por fim, a gestão do OUJP11 comunicou sobre os resultados do fundo, a saber, o pagamento de R$ 0,65 por cota. 

HFOF11 informa resultados do mês de abril

O Hedge TOP FOFII 3 FII (HFOF11) tem como objetivo a rentabilidade de suas cotas no longo prazo por meio do investimento em cotas de outros FII, com foco tanto dos rendimentos quanto em ganhos de capital.

O fundo em questão por meio de sua gestora, a Hedge Investments, divulgou os resultados referentes ao mês de abril e detalhou sobre a movimentação de sua carteira. 

A gestão reforçou que “o investidor que nos acompanha desde o início do fundo, em fevereiro de 2018, o HFOF entregou um rendimento médio de R$ 0,73/cota/mês ao longo dos seus 38 meses de vida”. Porém em abril, o fundo distribuirá R$ 0,60 por cota. Confira com mais detalhes o gráfico abaixo:

HFOF11

Por vários motivos, o HFOF11 se posiciona atualmente como produto de destaque, iniciando o 1º semestre de 2021 como maior FOFII da indústria, com valor de mercado superior a R$ 2,1 bilhões, comemorou a Hedge Investments. 

Sobre sua carteira de investimentos, durante o mês de abril, o HFOF11 negociou o volume de R$ 69 milhões em cotas de fundos imobiliários, sendo R$ 33 milhões em compras e R$36 milhões em vendas. Desses recursos, 2% do patrimônio líquido segue em caixa.

Assim, o HFOF11 aumentou sua posição nos seguintes ativos:

  • GTWR
  • THRA
  • PATC
  • CBOP
  • CEOC 
  • VLOL

Na ponta vendedora, o HFOF11 reduziu sua posição no HLOG11, que permitiu maior caixa para realizar as aquisições acima.