TRXF11 vê lucro saltar 119,45% e paga R$ 11,942 milhões em dividendos

Um fundo imobiliário viu seu lucro mais que dobrar em novembro e, partir disso, distribuiu R$ 11,942 milhões em dividendos. Veja detalhes.

TRXF11 vê lucro saltar 119,45% e paga R$ 11,942 milhões em dividendos
TRXF11 vê lucro saltar 119,45% e paga R$ 11,942 milhões em dividendos. Foto: Pixabay

O fundo imobiliário TRXF11 anunciou seu novo relatório gerencial de novembro, em que reportou um resultado de R$ 20,582 milhões.

Desse valor, cerca de R$ 11,942 milhões foram pagos em dividendos do TRXF11, o que corresponde a quantia de R$ 0,90 por cota, representando um dividend yield anualizado de 9,93% em relação ao preço cota de fechamento do mês, que era de R$ 108,72.

Em relação ao mês anterior, quando o FII anunciou um resultado de R$ 9,379 milhões, o novo lucro representa uma alta mensal de 119,45%.

Carteira do TRXF11

Até o fim de outubro, o fundo imobiliário TRXF11 tinha uma exposição de 64,2% em imóveis. Outros 25,1% estavam investidos no seu FII controlado TRXB11.

Em relação ao perfil dos ativos, cerca de 94,83% tinham exposição ao setor de varejo, e o valor restante estava alocado no setor logístico.

O TRXF11 está em fase de negociação e processo de diligências para ter um pipeline total de novos ativos pelo valor de cerca de R$ 655 milhões. Mas 3 ativos compõem o pipeline prioritário e somam cerca de R$ 255 milhões: Loja Carrefour – Jabaquara/ SP, Loja Obramax – Rio de Janeiro e BTS Jundiaí, que se encontra em fase de formalização.

O fundo TRXF11 também apresentou um avanço relevante na negociação de compra de um portfólio de novas Lojas Big Box, alugadas atualmente para uma grande companhia do setor supermercadista/atacadista, com contratos atípicos de 20 anos, e um cap rate acima da média da carteira. Com isso, o valor total estimado desta carteira é de R$ 200 milhões.

“Entendemos que o momento é bastante oportuno para a realização dessas aquisições, haja visto o atual estágio do ciclo do mercado imobiliário, e que todo o pipeline é estratégico para o fundo continuar seu processo de gestão ativa e diversificação das receitas por inquilino”, disse a gestão do TRXF11.

A gestão do TRXF11 não descarta a possibilidade de fazer 1 ou mais captações nos próximos meses, visando “fazer frente a essas aquisições”.

Tags
foto do autor: João Vitor Jacintho
João Vitor Jacintho

Redator profissional, com atuação no mercado editorial na produção de notícias e conteúdos sobre o mercado de ações, criptomoedas, fundos imobiliários e economia popular. Graduando em Engenharia Química pela Unesp, também já trabalhei como consultor financeiro.

últimas notícias