HSML11 anuncia venda por R$ 213 mi de terreno e fatia de Shopping em Maceió; veja lucro por cota

O fundo imobiliário HSML11 assinou um contrato para vender 30% do Shopping Pátio Maceió, com foco na redução da alavancagem.

HSML11 anuncia venda por R$ 213 mi de terreno e fatia de Shopping em Maceió; veja lucro por cota
HSML11 vende por R$ 213 milhões fatia de Shopping em Maceió.Foto: Pixabay

O fundo imobiliário HSML11 assinou um contrato para vender 30% do Shopping Pátio Maceió, localizado na Avenida Menino Marcelo, Maceió – AL, junto com um terreno adjacente. O valor da transação é de R$ 213.2 milhões, com projeção de um lucro de R$ 5,75/cota. 

Do montante total, cerca de R$ 210.8 milhões são referentes à fração ideal do Shopping, calculado a partir do NOI projetado para 2024, o que corresponde a um cap rate de 7,5% ao ano, e R$ 2.400.000,00 referentes à fração ideal do Terreno Lindeiro, com base em laudo de avaliação de junho de 2023. 

Segundo a gestora do HSML11, o fechamento definitivo da transação está condicionado à liberação da garantia da cessão fiduciária concedida aos credores dos Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs) emitidos pelo Fundo e finalização da diligência do Terreno Lindeiro envolvido na transação no prazo de até 60 dias.

O pagamento da transação será realizado em parcelas, com 25% do valor total à vista na data do fechamento, equivalente a R$ 53.3 milhões  e o restante distribuído em parcelas ajustadas pela variação positiva do IPCA entre a data do Fechamento e cada data de recebimento pelo fundo.

O shopping foi totalmente adquirido pelo HSML11 em agosto de 2019 pelo valor de R$ 382 milhões, a um cap rate de 8,84%. O empreendimento possui 43.983 m² de área bruta locável, 143 lojas e 2.058 vagas de estacionamento. Por sua vez, o terreno foi adquirido em novembro de 2021 por aproximadamente R$ 7 milhões.

Além disso, o shopping Pátio Maceió passou por reformas, com investimentos em retrofits e expansões realizados pela gestão. Dessa forma, o custo total do HSML11 com o empreendimento foi de R$ 408,3 milhões.

Caso concluída a transação, a projeção, subtraindo os custos envolvidos da transação, é de um lucro de R$ 5,75/cota.

“A transação permitirá, ainda, redução da alavancagem, na medida em que parte dos valores recebidos a título do preço de venda serão destinados ao pré-pagamento de cerca de R$ 105 milhões do saldo dos Certificados de Recebíveis Imobiliários atualmente existentes”, explica o FII em fato relevante. 

Leia mais: Fundo imobiliário será liquidado após concluir acordo milionário

HSML11 registra crescimento de mais de 3% em receita de aluguel 

O fundo imobiliário HSML11 divulgou seus resultados de outubro. De acordo com relatório gerencial, o fundo apresentou crescimento de mais de 3% no NOI – Renda operacional Líquida – e acima de 2% em vendas, em comparação com o mês de outubro do ano anterior.

fundo imobiliário destacou ainda que, diante da estratégia de tornar os ativos do HSML11 referência em gastronomia e lazer para as regiões em que estão inseridos, foram inauguradas duas operações gastronômicas: uma no Coco Bambu, no Granja Vianna (já em operação no SuperShopping Osasco e com inauguração prevista para o início de 2024 no Shopping Paralela), e Pecorino, no Shopping Metrô Tucuruvi.

“Essa estratégia, iniciada no SuperShopping Osasco, foi determinante para o crescimento acumulado de NOI e Vendas do empreendimento que, até outubro de 2023, apresentavam variação de +52% e +64%, respectivamente, em relação ao mesmo período de 2019 (anterior ao início da estratégia), afirmou a gestão.

Em relação às novas emissões, o HSML11 informou aguardar o melhor momento para oferecer ao mercado a oportunidade de novos aportes, podendo ser nos próximos meses ou não.

No mês passado, os dividendos do HSML11 foram de R$ 0,74, com um dividend yield de 9,9%. “O guidance de distribuição para os próximos meses fica entre R$ 0,72 e R$ 0,74/cota até dezembro, aumentando para entre R$ 0,73 e R$ 0,76/cota nos meses subsequentes – janeiro a maio de 2024”, projetou.

O documento observa que as cotas do HSML11 superaram o IFIX e registraram uma valorização de mais de 2,8% em novembro e de mais de 25,4% no acumulado de 2023. O índice dos FIIs anotou alta de mais de 0,7% em novembro, contribuindo para uma valorização acumulada de mais de 10,8% ao longo de 2023.

Tags
foto: Vinícius Alves
Vinícius Alves
Jornalista

Jornalista formado na Faculdade Cásper Líbero. Com passagens pela Agência Estado e Editora Globo.

últimas notícias