MXRF11, GARE11 e VRTA11 são destaques do Bom Dia FIIs (3/7)

MXRF11 anunciou captação inicial em 10ª emissão; , GARE11 e VRTA11 foram incluídos em carteira recomendada de FIIs do BB;

MXRF11, GARE11 e VRTA11 são destaques do Bom Dia FIIs (3/7)
MXRF11 já captou mais de R$ 80 milhões

Os fundos imobiliários MXRF11, GARE11 e VRTA11 estão entre os destaques do mercado nesta quarta-feira (3), enquanto o IFIX tenta se estabilizar, depois de voltar aos níveis da penúltima semana de junho, antes da subida estimulada pela movimentação em torno dos dividendos de FIIs.

O IFIX fechou ontem (2) em 3.305,51 pontos, recuo de 0,40% em relação ao resultado da véspera, e já acumula perda de 1,25% em dois pregões do mês. Além disso, voltou a registrar resultado negativo no acumulado do ano, de 0,18%.

Depois de ser puxado na semana passada pelos anúncios de dividendos e pela data com de vários ativos, o índice de FIIs oscilou negativamente mais uma vez desde os primeiros minutos do pregão, chegando à mínima de 3.303,03 às 15h30.

Confira as principais notícias do mercado:

Taxação de FIIs e Fiagros como prestadores é pior que tributação de dividendos?

Embora a taxação de FIIs e Fiagros como prestadores de serviço seja uma possibilidade ainda em discussão na regulamentação da reforma tributária, a head de Fundos Listados da XP, Mafê Violatti, acredita que o impacto da medida, caso aprovada no Congresso, pode ter impacto maior do que a proposta ventilada no passado de tributar a distribuição de dividendos.

Segundo ela, os novos impostos (CBS e IBS) têm uma alíquota prévia estipulada em 26,5%, o que causaria um impacto bastante negativo para os segmentos de fundos imobiliários e Fiagros.

GARE11 e VRTA11 entram para carteira recomendada do BB

Os fundos imobiliários GARE11 e VRTA11 entraram nas indicações da Carteira BB Ganho, criada pelo Banco do Brasil para sugerir FIIs com possibilidade de ganho de capital.

Os analistas da casa adicionaram os dois fundos no lugar do RBRF11, um FOF, e do VISC11, de shoppings. No setor de logística, o RBRL11 deu lugar ao BRCO11. Segundo o banco estatal, os FIIs incluídos apresentam possibilidades mais concretas de valorização das cotas no mercado secundário, em médio e longo prazo.

MXRF11 capta R$ 83 milhões em fase inicial de oferta

O FII MXRF11 informou ter captado R$ 83,79 milhões na fase de direitos de preferência, a etapa inicial de sua 10ª oferta de emissão de cotas, com a subscrição de 8,6 milhões de cotas do FII mais popular do mercado, que já conta com uma base de mais de 1 milhão de cotistas.

O valor equivale a 10% do valor da oferta, de R$ 800 milhões, que pode chegar a R$ 1 bilhão em caso de interesse no montante adicional de cotas do MRXF11.

Quer construir uma carteira de Fiis alinhada com os seus objetivos? Clique aqui e fale agora mesmo com um especialista.
foto: Fernando Cesarotti
Fernando Cesarotti
Editor

Jornalista, editor do FIIs.com.br. Graduado pela Unesp, com pós-graduação em Jornalismo Literário, com mais de 20 anos de experiência em coberturas de economia, política e esportes. Passagem também pelo meio acadêmico, como professor universitário em cursos de Comunicação e líder de empresa júnior.

últimas notícias