HTMX11 lidera lista de FIIs que “enriqueceram” em 2023; veja top 10

Fundos Imobiliários de tijolo tiveram melhor desempenho de valorização, mas FIIs de papel pagaram mais dividendos, em média.

HTMX11 lidera lista de FIIs que “enriqueceram” em 2023; veja top 10
Dividendos de FIIs: veja os 182 fundos imobiliários que devem anunciar rendimentos hoje (28). Foto: Pixabay

O fundo Hotem Maxinvest (HTMX11) liderou a lista de fundos imobiliários (FIIs) que, em 2023, apresentaram resultados positivos em seu valor de mercado. Em comparação com o início do ano, o fundo de hotéis foi o único entre os componentes do IFIX que mais do que dobrou de valor, crescendo 110,8% ao longo do período.

A informação está em relatório divulgado pela XP com um resumo do cenário de FIIs para 2023 e 2024. O “pódio” entre os fundos que mais “enriqueceram” em valor de mercado é completado por TEPP11 e KFOF11, com 50,2% e 38,9%, respectivamente. Veja o top 10 completo abaixo:

CódigoValorizaçãoSegmento
HTMX11110,,8%Tijolo/Hotéis
TEPP11 50,2%Tijolo/Lajes Corporativas
KFOF1138,9%FoF
RBVA1138,7%Tijolo/Varejo
BRCO1137,3%Tijolo/Galpões logísticos
JSAF1136,1%Híbrido/FoF e ações
BCIA1135,9%Híbrido/Papel e FoF
RCRB1135,7%Tijolo/Lajes Corporativas
HGFF1135,5%FoF
XPML1135,4%Tijolo/Shoppings
Fonte: XP Investimentos

Ainda de acordo com o relatório da XP, o HTMX11 também fechou o ano no ranking dos maiores ágios de 2023, ou seja, negociado em valor acima de seu VP, numa proporção de 152,8%. Na sequência desse indicador apareceram HGRU11 e ALZR11, com 113,2% e 110,0%, respectivamente.

FIIs que fecharam 2023 em deságio

No outro lado da mesma estatística, o documento apontou ainda que no início do ano, os preços dos FIIs de tijolos apresentavam descontos expressivos em relação aos seus valores patrimoniais. “Em meados de maio de 2023, as expectativas mais concretas para o início de corte de juros impulsionaram positivamente a classe e com isso, novas oportunidades”, destacaram os analistas.

No gráfico, o BROF11 apresentou o maior desconto com 57,3%, seguido de SARE11, com 55,7%, e RECT11, com 51,3%, considerados os valores de mercado dos respectivos ativos.

Os analistas da XP destacaram ainda que os FIIs de papel apresentaram a melhor performance dentre os demais segmentos no pagamento de proventos, com dividend yield médio de 12,4% na marca anualizada, acima da média do IFIX, que foi de 10,8%. Os fundos de fundos (FOFs) vieram em seguida, com 10,5, e os shoppings lideraram o setor de tijolo, com média de 9,8%.

foto: Vanessa Loiola
Vanessa Loiola

Jornalista formada pela PUC-SP e pós-graduanda em jornalismo de dados, automação e data storytelling pelo Insper. Possui experiência na cobertura das editorias de economia, finanças, bolsa de valores, política, setor elétrico, eletromobilidade e entretenimento.

últimas notícias